O governador de Minas, Romeu Zema (Novo), fez um apelo para que população jovem espere um momento “mais adequado” para comemorar o Carnaval. Nesta sexta-feira (12), ele pediu que os mineiros mantenham os cuidados contra a Covid-19 durante o período e afirmou que o Estado vive uma segunda onda da pandemia ainda mais grave do que a primeira.

As afirmações foram feitas em um vídeo publicado nas redes sociais pela manhã (confira abaixo). "A data na qual seria comemorado o Carnaval e em que as festas aconteceriam está chegando, mas, neste ano, devido à pandemia, não teremos festas. Teremos de esperar. Eu estou aqui exatamente para pedir a sua colaboração. Vamos esperar o momento mais adequado e seguro para participarmos dessa festa de que tanta gente gosta. Faço aqui um apelo especial aos jovens, que sei que gostam muito de Carnaval, para que aguardem”, disse Zema.

Em seguida, o governador fez mais um pedido aos mineiros e considerou que o Estado vive uma onda mais “forte e pior” do que a primeira. “Precisamos, neste momento, das medidas de distanciamento, do uso da máscara e também das medidas de higienização. Todo cuidado é pouco. Precisamos colaborar", concluiu.

Pandemia em Minas

Ao registrar 5.554 novos casos de Covid-19 em 24 horas, Minas chegou a 798.711 infectados pelo coronavírus desde o início da pandemia, em março do ano passado. Os dados foram divulgados nesta sexta-feira por meio do boletim epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde (SES).

De acordo com o levantamento, em um dia, 190 mineiros perderam a vida por complicações da doença. Ao todo, já são 16.595 óbitos pelo vírus no Estado. Dos 853 municípios mineiros, 755 já contabilizaram ao menos uma morte pela enfermidade.

Por outro lado, o número de recuperados da Covid já é de 723.139 em Minas. Os pacientes em acompanhamento médico ou em isolamento social somam 58.977.

Leia mais:
Homem é investigado por vender e aplicar suposta vacina contra a Covid em Minas
Conselho Municipal de Saúde pede esclarecimentos à PBH sobre vacinação de idosos com 89 anos ou mais
Taxa de ocupação de UTIs tem queda expressiva e chega ao menor patamar desde dezembro em BH
Minas se aproxima de 800 mil infectados pela Covid; mais de 367 mil pessoas já foram vacinadas