A alemã Merck, farmacêutica responsável pela fabricação da ivermectina, afirmou que não há evidências sobre a eficácia do remédio contra a Covid-19. A informação foi divulgada em um comunicado oficial, nessa quinta-feira (4). 

De acordo com a empresa, os efeitos do medicamento contra a doença causada pelo novo coronavírus continuam sendo estudados por cientistas, no entanto, até o momento, não há nenhuma base científica que indique efeitos positivos do uso da ivermectina em pacientes com Covid.

"É importante observar que, até o momento, nossa análise identificou:

- Nenhuma base científica para um efeito terapêutico potencial contra COVID-19 de estudos pré-clínicos;
- Nenhuma evidência significativa para atividade clínica ou eficácia clínica em pacientes com doença COVID-19, e;
- A preocupante falta de dados de segurança na maioria dos estudos".

Leia o artigo (em inglês) aqui.

A ivermectina é um remédio antiparasitário com capacidade de paralisar e promover a eliminação de vários parasitas. Ele é indicado para o tratamento de doenças como oncocercose, elefantíase, pediculose, ascaridíase e escabiose.

Leia mais:
Motociclista de 39 anos morre enquanto pilotava Harley Davidson no Anel Rodoviário
Biden aceitará mais refugiados nos EUA após anos de restrições
Novo auxílio emergencial só viria com calamidade pública, diz Guedes