Oferecer música e, assim, contribuir na recuperação dos pacientes e na humanização do ambiente hospitalar. Essa é a proposta de um projeto realizado nesta segunda-feira (21), no Hospital Luxemburgo, unidade do Instituto Mário Penna, na região Centro-Sul de Belo Horizonte.

Foi apresentado o Concerto Natalino, que contou com a participação do trio Ad Libitumm, formado pelo pianista Ricardo Matosinho, pelo barítono Pedro Vianna e pela cantora solista Fabíola Protzner. O show teve início às 10h30 e foi voltado para internados, familiares deles, visitantes e toda a equipe técnica do hospital.

Como se tratou de uma apresentação natalina, não faltaram canções tradicionais do período, como "Jingle Bells", de James Lord Pierpont; "Bate o Sino", de domínio público; e "Feliz Navidad", de José Feliciano.

Covid-19

Para atender ao protocolo de segurança referente à Covid-19, os músicos e a equipe envolvida no projeto usaram máscaras e mantiveram o distanciamento recomendado pela Organização Mundial de Saúde. O evento foi fechado ao público externo.

Além disso, a apresentação foi realizada em área externa, para evitar aglomeração. "A ideia é que a música dissemine pelo hospital e que o som cause uma boa supresa para quem estiver em todo o ambiente hospitalar", contou Gizelle Mesquita Evangelista, coordenadora do Setor de Humanização e Psicologia Hospitar do Instituto Mário Penna.

Sobre o Instituto Mário Penna

O Mário Penna é uma instituição filantrópica de saúde especializada em tratamentos contra o câncer. O instituto é mantenedor do Hospital Luxemburgo, Núcleo de Especialidades Oncológicas, Casa de Apoio Beatriz Ferraz e o Núcleo de Ensino e Pesquisa.

É o maior prestador do SUS em atendimento oncológico de Minas, atendendo mais de 760 municípios. Foram atendidos mais de 153 mil pacientes no último ano.

Doações para a instituição podem ser feitas pelo site mariopenna.org.br ou pelo 0800 039 1441.

O projeto "Música no Hospital" é realizado em parceria do Instituto e o Espaço de Cultura e Arte (ECA), com o patrocínio da Cedro Mineração e Ibiritermo, com recursos da Lei Federal de Incentivo à Cultura, do Ministério do Turismo.