Continua em estado grave, a garota, de 12 anos, que foi atingida por um tiro na cabeça em um bar, na Vila Mariquinha, na região Norte da capital. Ela participava de uma confraternização com a família no local. A mãe da criança e dois tios também foram atingidos pelos disparos, que ocorreram na noite dessa quinta-feira (20). O alvo da ação era um homem, que disputa pontos do tráfico de drogas na região com o autor dos tiros, conforme os militares do 13º Batalhão da Polícia Militar. Ele foi atingido por dez disparos.

De acordo com a Polícia Militar, o autor dos disparos chegou por volta das 22h na porta do bar na rua Barretos. Lá, ele efetuou diversos disparos contra um homem, de 25 anos, e acabou atingindo também a criança, a mãe dela, de 29 anos, e dois tios, de 34 e 36. Após balear as cinco pessoas, o suspeito fugiu em um Palio, de acordo com o relato de testemunhas aos militares.

Todas as vítimas foram socorridas por equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e dos Bombeiros para o Hospital Risoleta Tolentino Neves. Devido à gravidade dos ferimentos, a garota foi tranferida para o Hospital Pronto-Socorro João XXIII. Segundo a assessoria do hospital, ela passou por uma cirurgia, nesta manhã, e permanece internada na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) pediátrico. O estado de saúde dela é grave e a menina respira com ajuda de aparelhos.

A assessoria do Risoleta Neves informou que o homem que foi atingido por dez disparos está em internado em estado grave de saúde na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI). Os tios da criança aguardam por uma cirurgia, já que, as balas ficaram alojadas em suas pernas. Eles não correm risco de morrer.

A mãe da garota, que também foi baleada nas pernas, recebeu atendimento e já foi liberada. O crime será investigado pela Polícia Civil, já que ninguém foi preso.

Atualizada às 10h23.