Manifestantes fizeram carreata pela região Centro-Sul de Belo Horizonte neste sábado (28), reivindicando que as atividades sejam retomadas na cidade e o fim do isolamento social, como forma de combate à pandemia da Covid-19. O movimento terminou no início da tarde.

Os carros saíram por volta de 10h da Praça do Papa, desceram a avenida Afonso Pena, passaram em frente à Prefeitura de Belo Horizonte, onde realizaram um buzinaço, e depois subiram a rua da Bahia. O principal alvo foi o prefeito Alexandre Kalil, em função das multas que os veículos que integravam a carreata nessa sexta-feira receberam na porta da sede da PBH. O trajeto deste sábado terminou em frente ao prefeito onde o prefeito mora, no bairro de Lourdes.

De acordo com artista plástico Julio Hubner, um dos participantes da manifestação, moradores do prédio do prefeito jogaram ovos neles durante a manifestação. “Demos um recado de que não temos medo da ameaça de multa”, diz o fundador do movimento Patriotas, que promete outra carreata neste domingo, com término na Praça da Liberdade.

A Guarda Municipal informou que houve uma pequena movimentação pela região Centro-Sul de BH, e que equipes localizadas no percurso acompanharam a carreata, que transcorreu sem incidentes. A Polícia Militar não registrou nenhuma ocorrência na manifestação.

Leia mais:
Pacientes com Covid-19 chegam a 205 em Minas; 18 mortes suspeitas são investigadas pelas autoridades
Kalil critica Bolsonaro, anuncia mais UTI's em BH, confirma doações e parabeniza o Atlético
Prefeituras pedem que governo suspenda campanha pelo fim do isolamento
Alto impacto no turismo: quem tem no setor fonte de renda vive incertezas e preocupação com pandemia