O empresário Rubens Menin, dono da construtora MRV, anunciou nesse domingo (22), que irá doar R$ 10 milhões para a compra de respiradores para os hospitais públicos de Minas Gerais. O valor será cedido pelas empresas MRV, Banco Inter e LOG Commercial Properties, todas controladas por Menin, que tem uma fortuna estimada em US$ 5 bilhões.

Em publicação no microblog Twitter, Menin afirmou que tem feito várias doações desde que a crise do coronavírus teve início no país. No entanto, declarou que "agora era necessário incrementar" a ajuda. O dinheiro doado deverá ser usado exclusivamente para a compra dos aparelhos, os quais o empresário considerou como uma grande carência no Estado. 

Os respiradores são equipamentos extremamente necessários para o tratamento da Covid-19, doença que afeta o sistema respiratório dos infectados. Os aparelhos têm alto custo: cada unidade custa, em média, R$ 100 mil.

respirador

Respiradores custam R$ 100 mil a unidade, em média

Doações

De acordo com Rafael Menin, presidente da MRV, a construtora doará R$ 4 milhões. O restante será dividido entre o Banco Inter e LOG Commercial Properties. 

"A MRV participará desta primeira etapa de doação e de outras tantas que serão necessárias nestas próximas difíceis semanas. Estamos participando de um grande projeto em parceria com o Governo de Minas e com a Fiemg. Momento exige ações concretas de todas as lideranças!", afirmou Rafael, no Twitter.

Procurado, o Governo de Minas informou que irá se posicionar sobre a doação de Menin, prazos de recebimento do valor e de compra de aparelhos ainda nesta segunda-feira (23).

Leia mais:
Álcool em gel falsificado: fábrica clandestina é fechada e homem preso em BH
Coronavírus - Canadá anuncia que não vai participar das Olimpíadas
Coronavírus: Cemig fecha agências e pede que usuários utilizem meios digitais, como WhatsApp