A Universidade Federal de Viçosa (UFV) vai suspender as aulas nos três campi da instituição a partir desta segunda-feira (16). A medida é preventiva e segue diretrizes federais em função da pandemia de coronavírus.

A instituição informou que a decisão foi tomada por indicação do Comitê Operativo de Emergência da universidade - criado especialmente para avaliar situações que envolvam o novo coronavírus.

As atividades acadêmicas dos três campi - Viçosa, Florestal e Rio Paranaíba - serão completamente suspensas, assim como os concursos públicos agendados a partir de segunda-feira. Apenas atividades técnico-administrativas estarão mantidas e serão constantemente avaliadas pela administração da UFV. 

A universidade ressaltou o caráter preventivo da medida, disse que não há caso confirmado de coronavírus nas sedes da instituição, mas reforçou que os casos suspeitos, ainda que em isolamento domiciliar, demandam preocupação e medidas preventivas.

PUC

A PUC Minas também decidiu suspender as aulas presenciais. A decisão, tomada pelo Comitê de Monitoramento do Coronavírus criado pela instituição, foi divulgada na tarde deste domingo. "Entendendo a gravidade do momento, e consciente de sua responsabilidade em termos da contribuição para a imediata tentativa de controle da pandemia do coronavírus", disse a nota da instituição de ensino.

A suspensão começa a valor nesta segunda-feira e vai até, pelo menos, 31 de março. Setores de atendimento ao público como clínicas, o Museu de Ciências Naturais e o Complexo Esportivo também terãso as atividade interrompidas. Os demais setores da universidade funcionarão sob regime de plantão e para atendimentos imprescindíveis.

Casos no Estado

O número de casos confirmados de Covid-19 em Minas subiu para quatro, conforme o último boletim da Secretaria de Estado de Saúde, divulgado nesse sábado (14). As últimas confirmações são um homem de Juiz de Fora, na Zona da Mata, e uma mulher de Patrocínio, no Alto Paranaíba. Além deles, outras duas mulheres também estão com a doença. Ao todo, o Estado tem 297 casos sob suspeita. BH, embora tenha casos investigados, ainda não registrou nenhuma confirmação da doença.

Leia mais:

Fiemg suspende aulas e atividades de instituições ligadas a ela, em função do coronavírus