Andradas

População reagiu à ação da Guarda

Guardas municipais foram agredidos por moradores de Andradas, no Sul de Minas, em uma confusão envolvendo o uso de cerol em pipas. Conforme a corporação, os agentes de segurança e a viatura em que estavam foram apedrejados. Uma pessoa foi presa por lesão corporal.

No último domingo (30), um grupo de jovens que soltava pipa durante a tarde foi abordado pelos agentes e se negou a entregar o material, que continha cerol. O uso da substância nas linhas é crime.

Durante a ação, um dos jovens teria afirmado que os guardas eram "um bando de imbecis" e que a instituição era "inútil". Ele deu cotoveladas nos agentes ao ser contido. Foi então que parte dos moradores se aglomerou, atacando guardas e viatura, e o rapaz fugiu.

Um segundo jovem teria acertado as costas de um dos agentes com um pedaço de madeira, tentou escapar, mas foi imobilizado com dispositivo elétrico.

guarda

Farda ainda não chegou, afirmou Guarda

Preso, ele foi encaminhado para a Santa Casa da cidade para exame de corpo delito, sendo conduzido para a Delegacia de Polícia Civil de Poços de Caldas, na mesma região. No local, o jovem assinou um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) e foi liberado.

Criticada no perfil do Facebook da prefeitura da cidade por uso de violência, a Guarda Municipal informou, em nota, que "a todo momento utilizou do uso progressivo da força, inicialmente utilizando de ordens verbais e, posteriormente, utilizando dos meios necessários para recolha do material e contenção do indivíduo".

Destacou, ainda, que, apesar de os guardas não estarem fardados, os agentes são treinados e recém-formados. A corporação afirmou que os uniformes oficiais chegarão nesta semana.

Veja a repercussão no Facebook: