Um bebê de 8 meses que morreu sob suspeita de dengue hemorrágica foi velado nesta quinta-feira (25), em São João da Ponte, no Norte de Minas. A prefeitura da cidade decretou luto por conta da morte do garotinho, filho de um funcionário da administração municipal. O óbito foi constatado nessa quarta-feira (24), no Hospital Universitário Clemente de Faria (HUCF), em Montes Claros. 

Segundo o secretário de Saúde do município, Marcos Paulo Campos Costa, este é o primeiro caso de morte sob suspeita de dengue na cidade, que tem cerca de 27 mil habitantes. Somente este ano, já foram confirmados 150 casos da doença no município. 

Por meio de nota, a Universidade Estadual de Montes Claros, responsável pelo hospital, lamentou o ocorrido e informou que a criança foi consultada no pronto-socorro da unidade na última terça-feira (23), às 20h25, e no dia seguinte, às 6h18, retornou ao hospital. O óbito foi registrado às 14h46 daquele dia. 

"O caso segue protocolo específico e foi imediatamente comunicado às secretarias de Estado da Saúde e Municipal de Saúde. A confirmação ou negativa da doença será feita após os resultados definitivos da sorologia específica para o vírus da dengue", esclarece o comunicado. 

Os exames foram encaminhados para a Fundação Ezequiel Dias (Funed) e os resultados que devem confirmar se a morte foi causada pela doença devem ficar prontos em 30 dias. "Seguindo os protocolos para febres hemorrágicas, o HUCF esclarece, ainda, que novos exames já foram solicitados para descartar outros diagnósticos", conclui a instituição.

Ainda segundo o secretário de Saúde, as ações de combate à doença continuam sendo feitas. "Hoje nós decretamos luto, o pai da criança é contador da prefeitura, por isso fechamos o prédio. As ações de combate que nós fazemos desde o inídio do período chuvoso continuam sendo feitas. São ações preventivas como aplicação de inseticida, mutirões de limpeza e orientações à população sobre riscos e cuidados que devem ser tomados", esclarece. 

Leia mais:
Secretaria de Saúde investiga suposta morte de mulher por dengue hemorrágica na UPA do Barreiro
Dengue avança na região e Governo decreta emergência
Decreto autoriza ações extraordinárias para frear epidemia de dengue em 331 cidades mineiras