Um homem acusado de estuprar e matar o enteado, de apenas 5 anos, será julgado nesta sexta-feira (22), no 2º Tribunal do Júri de Belo Horizonte. De acordo com a investigação, o crime teria acontecido no dia 1º de setembro de 2016, em Belo Horizonte, quando o menino estava sob os cuidados do padrasto, enquanto a mãe trabalhava.

Segundo a denúncia do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), a criança foi agredida com socos e pontapés pelo padrasto, porque o havia desobedecido. Foi o próprio agressor quem encaminhou o menino para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), na região Nordeste da capital, dizendo que a criança havia caído da escada.

Além de várias lesões pelo corpo e um traumatismo craniano, a equipe médica constatou uma grave lesão no ânus. O menino não resistiu aos ferimentos e morreu.

O homem negou os crimes reafirmando a versão da queda, mas foi ouvido pela Polícia Civil e preso em flagrante. A prisão foi convertida em preventiva e ele aguarda o julgamento no presídio de Ribeirão das Neves.

O réu pode ser condenado por homicídio doloso (com intenção de matar), por motivo fútil e por ter contraído conjunção carnal com menor de 14 anos. A pena pode ser aumentada em um terço porque o crime foi praticado contra uma criança, segundo o Tribunal de Justiça de Minas Gerais.