Com expectativa que extrapola os 4 milhões de foliões, o Carnaval de Belo Horizonte é, de fato, um dos maiores do Brasil. A maior festa popular do país exige estruturas grandiosas. Um dos pontos importantes para o sucesso do evento é a quantidade de banheiros químicos disponíveis para uso nos bloquinhos de rua.

Por isso, perguntamos aos foliões do Baianas Ozadas, que se apresenta na manhã desta segunda-feira (4), na avenida Afonso Pena: a quantidade está boa ou ruim? 

Assista!

 

Belotour

Segundo a Empresa Municipal de Turismo de Belo Horizonte (Belotur), 15 mil banheiros químicos foram montados em diversos pontos de Belo Horizonte durante o Carnaval de 2019, mil cabines a mais em relação à Festa de Momo do ano passado.

O presidente da Belotur, Gilberto Castro, afirmou que houve um planejamento especial para otimizar a questão dos banheiros químicos durante o Carnaval. 

"Existe um esforço muito grande por parte da Prefeitura de Belo Horizonte. Sabemos o desafio que é a questão dos banheiros químicos. Não só aumentamos o número de cabines, mas também melhoramos a estratégia de como e onde colocar esses banheiros. Fizemos um estudo para priorizar a instalação dos banheiros onde tem mais passagem de blocos", completou.

Castro também explicou a logística de instalação dos banheiros e pediu uma maior conscientização do público para encontrar a cabine mais próxima. 

"A média do percurso de um bloco de rua é de dois quilômetros. Colocamos banheiro no início, meio e no final do trajeto. São mais de 600 blocos, imagina se cada pessoa quiser um banheiro exatamente em frente ao local onde está? Não tem como. Sabemos que temos muito a melhorar. Recebemos críticas e elogios em relação ao que melhorou esse ano. Acredito em uma responsabilidade conjunta, da prefeitura e também do folião, de procurar onde estão os banheiros, ao invés de urinar em lugares inapropriados". 

Leia mais:
Ala inclusiva para pessoas com deficiência é novidade do bloco Ordinários em 2019
Bloco Baianas Ozadas promete bater recorde de público neste Carnaval; veja concentração
Sensação de segurança na folia é um dos atrativos da capital mineira
Foliões cativos: encantado com a festa de BH, público faz 'bis' e retorna à capital
Folia sem desperdício: catadores trabalham no Carnaval e movimentam indústria da reciclagem
Tudo pelo Carnaval: trio de Ibirité faz peregrinação para curtir a folia em BH