Um avião da Azul, que partiu de Vitória da Conquista, na Bahia, com destino a Belo Horizonte, teve que antecipar o pouso e aterrissar em Montes Claros, no Norte de Minas, após supostamente ter sido atingido por um raio. O relato de que a aeronave foi alvo de uma descarga elétrica partiu de passageiros do voo AD5733, mas não foi confirmado pela companhia aérea, que afirmou apenas que foram registrados "problemas técnicos". A Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), por sua vez, informou que não houve "declaração de emergência".

Certo é que todos os 70 passageiros que deveriam desembarcar no aeroporto de Confins tiveram que descer no terminal Mário Ribeiro e prosseguir a viagem de aproximadamente 424 km de carro. Conforme a Infraero, o voo AD5733 decolou de Vitória da Conquista às 7h40 com previsão de aterrissar em Confins às 9h25. Porém, o avião teve que descer em Montes Claros.

Na rede social Instagram, a jornalista Ellen Lapa declarou que a aeronave antecipou o pouso após ser atingida pela descarga elétrica. "Nosso avião foi atingido por um raio, gente. Fogo, gritaria, desespero, um pipoco, mas a gente já pousou aqui em Montes Claros. Vamos aguardar pra poder ir pra BH. Altas emoções", relatou a passageira.

Procurada pela reportagem, a Azul confirmou que alterou o pouso da aeronave, mas não detalhou o motivo. "Não houve declaração de emergência e o pouso ocorreu normalmente. A companhia informa ainda que reacomodou seus clientes por via terrestre até BH e que está prestando toda a assistência, conforme prevê a Resolução 400 da Anac".

A companhia aérea também garantiu que "medidas como essa são necessárias para garantir a segurança de suas operações". 

Confira abaixo o relato da jornalista Ellen Lapa, que estava na aeronave: