Um homem de 67 anos foi morto a facadas na tarde desta quinta-feira (31), no bairro Esperança, região do Barreiro, em Belo Horizonte. De acordo com a Polícia Militar (PM), Sisnane Nunes Carvalho foi atingido por 13 facadas, sendo dez delas no pescoço. Por volta das 16h25, militares que passavam pela Rua Jardim Florestal foram avisados pela companheira da vítima, Jéssica Cristina dos Santos, 29, que um homicídio havia acabado de acontecer em sua casa. Os policiais seguiram para o local e se depararam com a vítima já sem vida. 

A testemunha contou que era agredida constantemente pelo companheiro. Na última terça-feira (28), durante uma briga, Sisnane a agrediu severamente, deixando-a com diversos hematomas pelo corpo, mas Jéssica não acionou a PM. Na tarde desta quinta, Jéssica estava em casa, acompanhada da filha de 11 anos, quando seu irmão, Rafael Rodrigues dos Santos, 32, chegou para visitá-la, acompanhado pela namorada. Ao ver as marcas da agressão, o irmão aconselhou Jéssica a se separar de Sisnane.

De acordo com Jéssica, nesse momento Sisnane chegou em casa e começou uma discussão raivosa com Rafael. Em dado momento, o homem pegou uma faca e foi em direção ao irmão de sua companheira, que reagiu e entrou em luta corporal com ele. Após desarmar Sisnane, Rafael o matou a facadas e, em seguida, fugiu em uma moto junto com a namorada.

Segundo a PM, familiares da vítima e populares se aglomeraram no entorno da casa e alguns deles, que seriam traficantes da região, chegaram a ameaçar Jéssica. Devido à aglomeração de pessoas, os militares não conseguiram identificar os tais traficantes, mas levaram Jéssica para o batalhão, já que havia risco à sua vida. A Polícia Civil realizou perícia na casa e recolheu o celular da vítima, e o rabecão foi acionado para levar o corpo.

Rafael ainda não foi encontrado pela polícia e permanece foragido. Há em seu nome uma ocorrência por roubo em janeiro deste ano, sem registro. Já Sisnane tem passagem por porte ilegal de arma, lesão corporal e homicídio, e cumpriu prisão em 2010.