Cerca de 160 kg de skunk (um derivado mais forte da cannabis, substância ativa da maconha) foram apreendidos na noite deste domingo (25). Seis pessoas - cinco homens e uma mulher - foram presas na casa onde a droga foi encontrada, no bairro Sagrada Família, região Leste da capital. Um suspeito fugiu.

De acordo com militares do Batalhão de Rondas Ostensivas Táticas Metropolitanas (Rotam), da Polícia Militar, a droga foi encontrada após investigações do envolvimento do grupo com o roubo de carros. Segundo divulgou a PM, a quadrilha é suspeita do roubo de um Toyota Etios no Barroca, região Oeste, e de um Honda HRV, no bairro Liberdade, região da Pampulha, durante a última semana.

Ainda com o grupo estava um Ford Fiesta, segundo a PM, utilizado em outros assaltos. Com a quadrilha foram apreendidos três revólveres, uma pistola automática e uma réplica da mesma arma. A PM informou que um dos armamentos é de uso exclusivo do Exército. 

O skunk, segundo especialistas, costuma ser sete vezes mais forte do que a maconha.