O número de mortos em decorrência da chuva subiu para oito nesta segunda-feira (5). A Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec-MG) ainda não foi notificada sobre a morte de quatro crianças ocorrida em Jaboticatubas, na Grande BH, nesse domingo (4). Porém, as mortes deverão compor o balanço de óbitos no período chuvoso - que iniciou-se no dia 24 de setembro.

As mortes já notificadas pela Cedec-MG ocorreram em Passos, no Sul de Minas, de um adolescente de 17 anos; de um jovem carioca, de 23 anos, em São Thomé das Letras; de um adolescente, de 16 anos, em Itaguara e de um homem, de 40 anos, em Brumadinho. Até agora, três municípios já decretaram estado de emergência em Minas Gerais - Senador Firmino, Itanhomi e Bambuí.

Jaboticatubas

A tragédia que acabou com a vida de quatro crianças ocorreu nesse domingo (4), em Jaboticatubas, na Grande BH. As vítimas estavam em uma caminhonete, quando o motorista  tentou atravessar o riacho que acabou capotando. Oito pessoas estavam na caminhonete, sendo cinco delas crianças, conforme os bombeiros.

Quatro crianças foram jogadas para fora do veículo e arrastadas. Os corpos de duas delas, de 4 anos, foram encontrados no final da tarde do domingo (4) pelo Corpo de Bombeiros. As outras duas, de 9 anos, foram encontradas nesta segunda-feira. Segundo os bombeiros, uma das crianças foi esmagada pelo próprio veículo e a outra morreu afogada. Quatro pessoas foram encaminhadas para o Hospital de Pronto-Socorro João XXIII. Elas foram liberadas, conforme a assessoria do hospital informou nesta segunda.

Leia também o especial Chuvas Devastadoras

- Histórias levadas pela chuva: Minas contabiliza morte antes do início do período chuvoso
- Chuva que atingiu Belo Horizonte no período encheria 564 milhões de piscinas
- Bombeiros de Minas terão treinamento inédito com base alemã e norte-americana
- Para resolver problemas sanitários na capital, seria preciso investir R$ 5 bilhões