Até esta segunda-feira (29), Minas Gerais já registrou 2.221 casos prováveis de dengue em 2018. Uma morte está sendo investigada, mas ainda não há confirmação.

Nas quatro últimas semanas epidemiológicas, que compreendem o período entre 24 de dezembro de 2017 a 20 de janeiro de 2018, o Estado teve um município com alta incidência de casos prováveis de dengue, 10 em média incidência e 258 municípios em baixa incidência. Os outros 584 não tiveram registro da doença. 

No ano passado, 15 pessoas morreram por causa da dengue nas cidades de Araguari, Arinos, Bocaiúva, Capim Branco, Curvelo, Ibirité, Leopoldina, Medina, Monsenhor Paulo, Patos de Minas, Pedro Leopoldo, Ribeirão das Neves, São José do Divino, Uberaba e Uberlândia.

casos dengue mg

Chikungunya

Em relação à Febre Chikungunya, Minas registrou 496 casos prováveis da doença em 2018, mas nenhum óbito foi confirmado ou está em investigação até o momento.

Em 2017, foram 13 mortes pela doença no Estado, sendo 10 em Governador Valadares, uma em Central de Minas, uma em Ipatinga e uma em Teófilo Otoni. 

Zika

Zika Virus já tem cerca de 17 casos prováveis em 2018, até a data de atualização do boletim.

No ano passado, o município de Ibiracatu, na Regional de Saúde de Januária, teve alta incidência de casos prováveis. Já Aimorés, Tumiritinga, Resplendor e Medina registraram média incidência.

Leia mais:
Site da Secretaria de Saúde alerta sobre os cuidados durante o período chuvoso
Três casos de dengue e um de zika vírus já foram confirmados em BH em janeiro