O Instituto Mário Penna informou que regularizou o pagamento dos colaboradores, referente ao mês de dezembro, nessa quarta-feira (17). Em nota, a instituição disse que a greve foi suspensa e que, nesta quinta (18), os atendimentos nas unidades hospitalares e na Casa de Apoio voltaram ao normal.

O Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde de BH e Região (Sindeess) confirma o fim da greve, mas disse que as negociações continuam. "Ainda precisamos resolver a questão das multas pelo atraso no salário, então continuaremos negociando com o Instituto para que essa demanda também seja atendida em breve", explicou o diretor do Sindeess, Joaquim Gomes. 

Um termo de ajuste e compromisso foi assinado entre o sindicato e o Mario Penna para resguardar os trabalhadores que participaram da greve entre outros. Esse acordo prevê que a instituição assume o compromisso de não realizar nenhuma punição aos trabalhadores em decorrência da greve, como descontos, advertências, suspensões ou qualquer outra medida punitiva.

Também ficou acertado que o Mário Penna se compromete a apresentar ao sindicato, até o dia 7 de fevereiro, uma proposta de compensação financeira para os trabalhadores, decorrente do atraso.

Leia mais: 
Funcionários do Associação Mário Pena permanecerão em greve, diz sindicato