Um suspeito de envolvimento na emboscada a dois agentes penitenciários da Nelson Hungria foi conduzido pela polícia à delegacia de Plantão da Polícia Civil, em Contagem, na tarde deste sábado (4). O atentado foi na útilma terça-feira (31). Segundo o delegado responsável pelo caso, Christiano Xavier, no entanto, ainda é
cedo para confirmar a participação do homem no crime.

"Foi uma denúncia anônima. Ele realmente se parece com a pessoa que estava no banco do carona, mas alguns detalhes não batem. É temerário pedir a prisão dele ou afirmar que ele realmente tem participação no crime por enquanto", afirma.

Conforme o delegado, nas imagens que mostram a emboscada o homem que estava no banco do carona não tinha barba, ao contrário do que foi encaminhado à delegacia. "Não sei se é possível uma barba crescer tanto em três dias. Ainda precisamos de mais elementos", pondera o responsável pelo caso.

Entenda o caso

Dois agentes penintenciários seguiam para o trabalho na última terça-feira, por volta das 6h40, quando foram baleados por homens em uma Saveiro vermelha. Um foi atingido no abdômen e o outro no rosto. Os agentes estavam à paisana. Um adolescente de 13 anos que passava pelo local, e estava a caminho da escola, também foi atingido no pé. Os três feridos foram socorridos e levados pela ambulância do sistema prisional à Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) Contagem.

Leia mais:
Vídeos revelam imagens dos suspeitos de ataque a agentes penitenciários; confira
Um dos agentes baleados na Nelson Hungria recebe alta
Polícia Civil tem imagens dos suspeitos do ataque aos agentes penitenciários em Contagem