Uma tromba d'água que caiu em Ouro Fino, no Sul de Minas, na noite de sábado (4), provocou o rompimento de uma barragem alagando diversos bairros. Segundo a prefeitura do município, comércios e casas foram atingidos pelas chuvas. O prefeito  Maurício Lemes de Carvalho informou que vai decretar estado de calamidade pública nesta segunda-feira (6). 

“Infelizmente é fenômeno da natureza e não podemos controlar. Vamos decretar Estado de Calamidade Pública. Já entramos em contato com a Defesa Civil de Belo Horizonte para que também esteja nos atendendo. Agradecemos o apoio da Polícia Militar, Defesa Civil, voluntários, funcionários e todas as pessoas que se mobilizaram para ajudar neste momento tão difícil. A situação tomou uma proporção incontrolável, mas estamos tomando todas as medidas necessárias. Pedimos paciência e apoio de todos e a compreensão”,  disse o prefeito  Maurício Lemes de Carvalho, por meio das redes sociais. 

Segundo a Defesa Civil, sete casas ficaram completamente comprometidas com o temporal. Equipes ainda fazem a contabilização dos danos e do total de atingidos. Máquinas da prefeitura trabalharam durante todo o dia para limpeza das ruas, reestabelecimento da energia e da água, além de auxílios às famílias. Ainda de acordo com o órgão, neste momento não chove na cidade, mas há previsão de pancadas de chuva no decorrer da noite. 

A prefeitura solita apoio de voluntários que tenham veículos abertos como pick up para o transporte de arrecadações, que estão sendo concentradas no Centro Cultural, na rua Américo Rossi. No momento, segundo orientações da Administração Municipal, devem ser doados cobertores, roupas, colchões, travesseiros,  material de limpeza, alimentos, leite e água. 

“Dois caminhões pipas da prefeitura trabalharam na ação de limpeza e contamos com a ajuda ainda, de um caminhão pipa da prefeitura de Bueno Brandão. Agora, graças a Deus, a situação esta sob controle. Muito obrigado a todos que se mobilizaram em ajudar. Infelizmente, alguns pontos foram danificados com esta tromba d’água, pontes, barrancos, estradas vicinais, mas estaremos fazendo uma avaliação de todos os estragos e acionando o governo do Estado para adquirirmos recursos e refazer toda a infraestrutura que foi prejudicada”, afirmou o prefeito.