Minas Gerais registrou 547 óbitos por Síndrome Respiratória Aguda Grave, sendo 175 mortes causadas por gripe desde janeiro de 2016. Os dados são da Secretaria de Estado da Saúde.

A grande maioria das vítimas (121) morreu pelo vírus Influenza A, o H1N1, dentre eles um caso de um morador de São Paulo que estava em Belo Horizonte. Outros 48 por Influenza A não subtipado; 3 por influenza B (sendo um de morador de São José dos Campos e que foi atendido em Paracatu), e 3 óbitos não classificados.

Até o momento, foram notificados 4.114 casos de SRAG, sendo 2.095 (50,9%) com amostra coletada e processada. Dos casos com amostras processadas, 22,9% (479) foram classificados como SRAG por Influenza e 2,9% (60) como outros vírus respiratórios. Dos casos associados à Influenza, 95,6% (458) eram Influenza A e 3,8% (18) Influenza B.  
 

H1N1