Alguns locais do país já registram aumento no número de casos de H1N1, também conhecida como gripe suína. E o período de pico da doença ainda não chegou. A vacinação nacional está prevista apenas para o fim do mês de abril, mas muitas pessoas já procuram as doses na rede particular e pública para imunizar. Hoje em Dia esclarece algumas dúvidas sobre como se prevenir da doença.

Vale a pena se antecipar e já tomar a vacina?
Se ela for a vacina determinada para 2016, sim. Isso porque o padrão da vacina muda anualmente, para conter as cepas dos vírus circulantes. Portanto, ao procurar uma clíncia de imunização, certifique-se que a dose corresponde à de 2016. Na caixa do produto vem escrito: "Cepas OMS 2016".

Quais são as combinações deste ano?
Trivalente: Influenza A/California/7/2009 (H1N1) pdm09, Influenza A/Hong Kong/4801/2014 (H3N2) e Influenza B/Brisbane/60/2008.
Quadrivalente (ou tetravalente): além das 3 acima, contém o Influenza B/Phuket/3073/2013

Qual é a mais indicada: a trivalente ou a quadrivalente?
A quadrivalente possui uma proteção a mais, que é contra um subtipo do vírus B, aumentando o espectro de imunização. Mas a quadrivalente já disponível no mercado é indicada apenas para crianças acima de 3 anos. A trivalente, disponível na rede pública, pode ser apliocada em bebês a partir do sexto mês de vida.

Quais são os preços médios das vacinas na rede privada?*
Trivalente: R$ 70
Quadrivalente: R$ 90
*Muitas das clínicas de BH estão sem a dose e devem começar a recebê-la no dia 1 de abril
 

Quais são os cuidados a serem tomados para evitar a doença?
- Lavar bem as mãos com água e sabão, com frequência;
- Utilizar o antebraço ou o lenço de papel quando for tossir ou espirrar (evitando assim cobrir a boca com as mãos);
- Evitar tocar os olhos, boca e nariz após contato com superfícies;
- Não compartilhar objetos de uso pessoal;
- Manter os ambientes bem ventilados são algumas das medidas que podem ser tomadas por todos.

Quais os sintomas da gripe suína?
- Febre
- Dor no corpo
- Prostração
- Espirro
- Coriza
- Tosse
- Dor de garganta

Quais são os grupos de risco?
- Idosos (acima de 60 anos)
- Gestantes
- Mulheres no período de até 45 dias após o parto (em puerpério)
- Crianças entre seis meses e menos de 5 anos
- Profissionais de saúde
- Indígenas
- Doentes crônicos, como pessoas com diabetes, asma, bronquite e hipertensão, dentre outros grupos

Vacinação antecipada
O Ministério da Saúde autorizou os Estados a anteciparem a vacinação em função do surto de gripe já detectado em São Paulo. No entanto, a Secretaria de Estado de Saúde (SES) alega ser desnecessário iniciar a imunização antes do previsto em Minas, porque, até o momento, apresenta um quadro dentro do esperado para a sazonalidade da Influenza.
Em Minas foram registrados, neste ano, seis casos de Ifluenza, sendo três de H1N1, com duas mortes.

Fontes: Dra. Silvana de Barros Ricardo, infectologista; Secretaria de Estado da Saúde (SES); Ministério da Saúde; clíncias de imunização em BH

Minas não vai antecipar vacinação contra H1N1

Ministério libera vacinação antecipada contra H1N1