Com o objetivo de fomentar a troca de experiência, apresentação de novas tecnologias e fechamento de negócios "in loco", a Regional Capelinha da Emater-MG, a ACIAC (Associação Comercial, Industrial, Agropecuária e de Serviços de Capelinha) e a Prefeitura de Capelinha promovem a 1ª Feira Regional de Máquinas, Equipamentos e Insumos Agropecuários (Feragro).

O apoio é do Sebrate-MG, da Codemig e do BDMG (Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais), com a participação de mais de 30 empresas, além de entidades sindicais, associativas e órgãos públicos.

O objetivo do evento é resgatar as feiras de negócios que tanto sucesso fizeram em Capelinha e região na década de 1980, quando o café se firmou como principal motor da economia capelinhense.

"Naquela época, as festas do café tinham um algo a mais que as diferenciava dos eventos exclusivamente de lazer e divertimento. Eram também feiras de negócios, com exposições de novidades e soluções para o setor cafeeiro", diz Maurício Teixeira dos Santos Junior, presidente da ACIAC.

Nas festas da década de 1980, os itens comercializados iam de roçadeiras, secadores e produtos para adubação e correção até aviões para irrigação.

"Daquela época para hoje, muita coisa mudou para melhor na economia da região, e o principal destaque talvez seja a diversificação.

Muitos outros ramos se juntaram ao café no fortalecimento da economia regional: silvicultura, apicultura, bovinocultura e suinocultura, fruticultura e piscicultura, dentre outros", comenta Valmar Rodrigues, gerente da Regional Capelinha da Emater-MG.