A Polícia Civil informou que prendeu um rapaz, conhecido como "Fabinho", suspeito de fornecer armas e munições para traficantes que atuam no Aglomerado da Serra, região Centro-Sul de Belo Horizonte. Recentemente, o complexo de favelas foi alvo de confronto entre criminosos e policiais militares.

O homem apontado como fornecedor do armamento foi detido no último dia 24, durante a operação Orlov. Ele foi capturado no bairro Milionários, região do Barreiro, na capital.

Com o suspeito, policiais civis apreenderam uma pistola calibre 9 mm, com mira laser acoplada, um carregador para 31 cartuchos, uma espingarda calibre 12 e cerca de 500 munições calibre 9 mm e .40.

Além do Aglomerado da Serra, o suspeito também forneceria armas e munições para diversos bairros de BH, além de outras cidades da Região Metropolitana, sobretudo em Ibirité.

Conflito na Serra

Os confrontos na Serra tiveram no dia 27 de janeiro, após a prisão de Tiago Augusto Nunes Martins, de 32 anos, apontado como uma das lideranças do tráfico na região. Ele foi detido em uma BMW preta após fugir de uma interceptação de militares nas imediações da Serra.

O complexo de vilas e favelas onde atualmente moram cerca de 46 mil pessoas foipalco de disputa de gangues, entre elas a Organização Terrorista Sacramento (OTS), Organização Terrorista Bandonion (OTB), Organização Terrorista Arara (OTA) e a gangue da Igrejinha da Aldeia (GDI).

O clima na área e no entorno foi de tensão, com tiroteios constantes e toque de recolher. Para devolver a ordem ao local, a Polícia Militar ocupou o aglomerado no dia 30.