Três jovens de 18, 19 e 24 anos suspeitos de participação no assassinato do prefeito Moisés da Silva Gumieri, de 36 anos, foram presos na tarde desta quarta-feira (10). O político, chefe do Executivo de Chiador, na região da Zona da Mata, foi morto com seis tiros.

De acordo com o delegado Saed Divan, após diligências contínuas, a dupla foi capturada na tarde desta quarta-feira (10) em uma fazenda localizada em Chiador.

“As investigações se iniciaram quando fizemos o pedido de dados do chassi da moto usada no crime. Mesmo apesar de estar raspado, após conferência no sistema, conseguimos identificar o nome do proprietário do veículo e o endereço dele. Então, ele foi preso e informou que havia emprestado a moto para os dois autores”.

Policiais militares e civis de Minas e do Rio de Janeiro foram até o local indicado, onde localizaram o trio.

Segundo o delegado de Mar de Espanha, Felipe Fonseca Peres, a arma usada no crime – um revólver calibre 38 – e a motocicleta utilizada também foram apreendidas. Os autores informaram que receberam R$4 mil para executar a vítima. “Mas não apontaram a motivação. Já identificamos o mandante desse crime e as investigações prosseguem”, enfatizou. Ainda segundo o delegado, os autores do crime têm passagens na polícia por tráfico de drogas.

Os rapazes de 18 e 19 anos serão autuados em flagrante por homicídio qualificado. Já o jovem de 24 anos, que emprestou a motocicleta dele para os suspeitos, está sendo ouvido e alegou que não sabia que a motocicleta seria utilizada em um crime.

Crime

Segundo a Polícia Militar, o assassinato aconteceu por volta das 19h50 de terça-feira (9), no Clube Social Santa Cruz. Conforme testemunhas, os bandidos foram até a residência do prefeito, mas lá foram informados que Gumieri estava acompanhando uma partida de futebol do filho.

Os criminosos seguiram para o local e um deles, ao avisar o prefeito, disparou diversas vezes. Depois, segundo populares que presenciaram a cena, o autor dos tiros foi em direção ao comparsa, que o aguardava em uma moto Yamaha Factor preta.

Gumieri chegou a ser socorrido com vida e encaminhado para a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) de Três Rios, no Rio de Janeiro. Contudo, ele não resistiu aos ferimentos e faleceu na unidade de saúde. Médicos que atenderam o paciente relataram aos militares que o prefeito foi baleado seis vezes.

Procura

Para tentar localizar os bandidos, a polícia de Chiador bloqueou as saídas da cidade. Além de PMs do município, as buscas foram reforçadas por militares de Mar de Espanha, do Grupo de Ações Táticas Especiais da (Gate), do Rondas Ostensivas Táticas Metropolitanas (Rotam) e apoio aéreo do Comando de Radiopatrulhamento Aéreo (Corpaer).

Uma moto com as mesmas características da usada pelos suspeitos foi localizada na comunidade de Parada Braga. Testemunhas relataram que os suspeitos perderam o controle do veículo e, após acidentarem, fugiram a pé.

Político

Moisés da Silva Gumieri foi eleito pelo Partido dos Trabalhadores (PT) no primeiro turno das eleições de 2012, com 52,41% dos votos válidos (1.456 votos). Em 2015, ele se filiou ao Partido Comunista do Brasil (PCdoB). De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Chiador tem 2.785 habitantes.