Construída para garantir uma viagem de 35 minutos entre o Centro e o Aeroporto de Confins, a Linha Verde nunca cumpriu essa meta nos horários de pico. na última quinta-feira (30), o governo do Estado anunciou um pacote de intervenções na avenida Cristiano Machado – umas das três vias que compõem o corredor expresso – para eliminar cruzamentos e agilizar o tráfego.

Ao todo, serão gastos R$ 202 milhões na construção de viadutos e trincheiras nos entroncamentos com as avenidas Sebastião de Brito, no bairro Primeiro de Maio, Waldomiro Lobo (Guarani) e Vilarinho (Venda Nova) – veja quadro ao lado.

“Quando a Linha Verde ficou pronta, o trajeto até Confins passou a ser feito em 45 minutos, mas, com os novos pontos de engarrafamento, esse tempo subiu para mais de uma hora”, disse o secretário de Estado Extraordinário para Coordenação de Investimentos, Fuad Noman.

O governo anunciou ainda outras intervenções em rodovias do Vetor Norte da região metropolitana, a um custo de mais R$ 369 milhões. Embora a maioria dos projetos ainda dependa de processo de licitação, a promessa do governo é que todos estejam concluídos antes da Copa. “Uma infraestrutura rodoviária de excelência é fundamental para servir ao aeroporto”, afirmou o governador Antonio Anastasia.

Serra do Cipó

O maior investimento será na LMG-800, ao lado do terminal de Confins, onde serão levantados sete viadutos – dois deles duplicados. O edital de licitação para esta obra será aberto hoje. Já em Lagoa Santa, uma nova ponte sobre o Rio das Velhas será erguida na MG-010, facilitando o acesso à Serra do Cipó. l

Leia mais na edição eletrônica