O Anequim, avião projetado pelo Centro de Estudos Aeronáuticos (CEA), quebrou, no último fim de semana, cinco recordes mundiais de velocidade na Base Aérea de Santa Cruz, no Rio de Janeiro. A aeronave, pilotada pelo comandante Gúnar Armin Halboth, foi projetada e construída por equipe coordenada pelo professor do Departamento de Engenharia Mecânica da UFMG, Paulo Iscold.
 
Desenvolvida desde 2011, a aeronave, a mais rápida desenvolvida até hoje pelo CEA, apresenta um peso inferior a 500 quilos, já incluindo piloto e combustível. Entre as principais inovações do Anequim, cujo nome é inspirado em uma espécie de tubarão agressiva e veloz, o professor Iscold aponta a peculiaridade de ter sido integralmente projetado no computador – do desenho às análises estrutural, aerodinâmica e de vibração – e construído por máquinas de comando numérico.
 
“Uma das vantagens é que as máquinas reduzem a necessidade da habilidade manual na construção do avião. A partir do momento em que qualquer forma desenhada pode ser feita pela máquina, o limite passa a ser a criatividade”, afirma o professor.
 
Outra vantagem do protótipo é a sua qualidade construtiva. A estrutura do avião é extremamente lisa, atributo que dificilmente poderia ser alcançado em uma produção manual. O Anequim também é o primeiro avião brasileiro com estrutura primária feita totalmente em fibra de carbono, o que o tornou extremamente leve, rígido e forte.
 
Ensinar a voar
 
“A UFMG é uma das poucas universidades do mundo em que professores ensinam a fazer aviões fazendo avião”, afirma o professor Paulo Iscold, em alusão ao fato de que o Anequim, a exemplo de seus antecessores, foi projetado e construído por equipes formadas por professores e estudantes de mestrado e graduação.
 
Os recordes batidos
 
Speed over 3 km with restricted altitude: 521,08 km/h
Recorde anterior: 466,83 km/h
 
Speed over 15km: 511,19 km/h
Recorde anterior: 455, 8 km/h
 
Speed over 100 km closed course: 490,14 km/h
Recorde anterior: 389,6 km/h
 
Speed over 500 km closed course: 493.74km/h
Recorde anterior: 387,4km/h
 
Time to climb up to 3000m: 2 minutos e 26 segundos
Recorde anterior: 3 minutos e oito segundos
 
(* Com UFMG)