A Fundação Municipal de Cultura abriu as inscrições para as oficinas gratuitas da Escola Livre de Artes – Arena da Cultura. Neste segundo semestre, são oferecidas cerca de 2 mil vagas para as áreas de Artes Visuais, Circo, Dança, Design Popular, Música, Teatro e Patrimônio Cultural, distribuídas por todas as regiões de Belo Horizonte. 
 
As inscrições são gratuitas e podem ser feitas até 7 de agosto, neste link ou presencialmente nos centros culturais da Prefeitura, nos núcleos do BH Cidadania e também no Núcleo de Formação e Criação Artística e Cultural (Nufac). O endereço e telefone destes locais podem ser consultados no site de inscrições.
 
As vagas estão distribuídas em duas categorias: oficinas de Sensibilização (curta duração) e oficinas de Iniciação, Aprofundamento e Especialização (longa duração). Os candidatos que desejam participar das oficinas de Sensibilização, em todas as linguagens, devem ter idade mínima de acordo com a ementa da oficina, o que pode variar entre 6 anos e 14 anos, além de comprovar residência em Belo Horizonte. 
 
As oficinas têm duração de 36 horas. Já as oficinas de Iniciação Artística têm duração de seis meses e integram o processo de formação proposto pelo projeto, com duração de até quatro anos. Elas abrangem cursos em diversas linguagens artísticas. 
 
Para participar, também, ter idade mínima de 14 anos e ser alfabetizado. Para as duas categorias, os interessados menores de 16 anos devem ser inscritos, presencialmente, pelos pais ou responsáveis.
 
O projeto
 
A Escola Livre de Artes (ELA) tem como missão garantir a democratização do acesso da população de Belo Horizonte à formação artística e cultural, permanente e continuada, e a garantia da experimentação e criação artística e cultural, tendo como premissa a participação da sociedade civil na sua formulação. A ELA, criada em 2014, consolida o programa Arena da Cultura, existente há 17 anos.
 
As oficinas de longa duração, nas sete linguagens artísticas, estão organizadas em ciclos formativos: iniciação, aprofundamento e especialização, realizados em módulos que variam de um a quatro semestres, ao longo de até quatro anos.
 
A ELA conta com uma equipe de coordenadores responsáveis por propor, acompanhar e avaliar os trabalhos desenvolvidos. Dispõe, ainda, de uma equipe pedagógica formada por profissionais que dinamizam os processos formativos, conceituais e metodológicos, além da permanente reflexão em cada uma das linhas de atuação do projeto.