A Polícia Federal (PF) desarticulou nesta quinta-feira (18) uma quadrilha especializada no tráfico de drogas. O chefe dos criminosos, conforme a investigação, era um advogado.
 
A ação, batizada de Operação Teia, ocorreu em Juiz de Fora, Cataguazes, Leopoldina e Ubá, todas na região da zona da mata mineira. No total, foram cumpridos nove mandados de prisão preventiva, 13 mandados de busca e apreensão, além de sequestro de bens e valores dos suspeitos.
 
A investigação durou dois meses, durante os quais foram presas quatro pessoas em flagrante e apreendidos 20 quilos de drogas. 
 
De acordo com a PF, os suspeitos responderão por tráfico de drogas e associação para o tráfico, podendo cumprir até 25 anos de reclusão.
 
A operação contou com a participação, além da PF, das polícias Civil e Militar e da Secretaria Estadual de Defesa Social.