Com a greve dos rodoviários de Belo Horizonte, muitos passageiros recorreram ao metrô como meio de transporte. Devido a demanda mais alta na manhã desta quarta-feira (10), a Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) reduziu os intervalos dos trens para atender os usuários.
 
Conforme a companhia, o horário de pico, entre 6h30 às 8h30, em que as composições circulam com intervalo de 4 a 7 minutos, foi estendido até às 10 horas. Depois desse horário, com a normalização do fluxo de passageiros, os trens voltaram a circular com intervalo de até 10 minutos.
 
A medida foi adotada após percepção do Centro de Controle Operacional da CBTU. A companhia informou que, se houver demanda, os horários também podem ser reduzidos durante à tarde, quando muitos trabalhadores voltam do serviço para casa.
 
Por dia, cerca de 220 mil usuários usam metrô e, somente na quinta-feira (11), a companhia terá um balanço do aumento de passageiros por causa da greve dos ônibus na capital.