A Penitenciária de Três Corações inaugurou nesta terça (14) um galpão para a produção de carteiras de couro. Uma oportunidade de trabalho para 30 presos do regime fechado que receberão cerca de R$ 580 reais por mês além da redução de pena proporcional aos dias trabalhados.

O salário dos detentos é custeado por pela empresa Mitty Lançamentos e Criações em Couros, que repassa os valores para Secretaria de Estado da Defesa Social (Seds), responsável por depositar a quantia em uma conta bancária aberta para o trabalhador. O preso pode sacar o dinheiro depois que cumprir toda a pena.

A previsão é que os presos fabriquem diariamente uma média de 1.300 carteiras masculinas e femininas em couro, que serão vendidas no mercado por preços que variam de R$ 250 a R$ 500.

Toda a linha de montagem do produto e o controle de qualidade serão feitos pelos detentos. O couro chega ao galpão recortado e lá é feita a colagem, a costura, secagem e limpeza das peças.

Esta não é a primeira unidade de trabalho instalada nesta penitenciária. A unidade também fabrica tubulações e materiais plásticos da marca Tigre para a construção civil. A parceria já dura mais de dois anos, emprega vinte detentos que montam aproximadamente 10 mil peças.

*Com Agência Minas