A Polícia Civil (PC) de Minas está perto de prender uma quadrilha especializada em estelionato suspeita de causar prejuízos superiores há oito milhões de reais a uma companhia área. Três pessoas estão sendo investigadas em Itaúna, na região Centro-Oeste de Minas.  
 
Com a ajuda da PC de Pernambuco e do Piauí, onde a quadrilha também atuava,  até o momento, seis mandados de busca e apreensão foram cumpridos nas casas e empresas dos suspeitos. Entre os materiais apreendidos, estão um veículo importado, três notebooks, 39 HDS, quatro pendrives, 12 smartphones, 13 modems, dois Xbox 360, duas máquinas de cartão, um tablet e um Ipad. 
 
Segundo o delegado Weslley Amaral de Castro, a organização criminosa acessava, por intermédio de hackers, o banco de dados da empresa Multiplus, responsável por resgatar e realizar a troca de pontos de cartões de crédito em milhas, os quais eram posteriormente transformados em passagens aéreas ou hospedagens. 
 
As investigações indicam que, após serem desviados, os pontos eram resgatados e repassados no mercado em forma de passagens, com indícios da ação dos envolvidos em vários estados brasileiros. O grupo teria aplicado os golpes entre julho e outubro do ano passado.
 
O trio suspeito já foi ouvido pela polícia e, de acordo com o delegado, negou participação no crime. Castro informou que outras pessoas também podem estar envolvidas no crime e, por isso, as investigações irão continuar.