O mau tempo provocou um dia de caos no Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Confins, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, nesta sexta-feira (6). Mais de 106 voos foram cancelados e 61 sofreram atrasos devido à chuva e neblina, além de outros motivos, transformando o terminal em um pesadelo para os passageiros que pretendem ou precisam deixar a capital.
 
Conforme a empresa que administra o aeroporto, a BH Aiport, entre 7h e 16h30 desta terça, 106 voos foram cancelados, sendo 42 em função do tempo ruim. Os outros cancelamentos são por outros motivos diversos das companhias aéreas. Outras 61 viagens ficaram atrasadas e 37 tiveram que ser redirecionadas para outros aeroportos.
 
O terminal sofreu vários fechamentos nesta terça-feira, sempre para pousos. A primeira ocorrência foi entre 7h20 e 9h50. Às 11h30 o terminal voltou a ser fechado, sendo reaberto às 12h30. Na parte da tarde ele voltou a ficar fechado duas vezes, entre 13h57 e 14h20 e entre 14h56 e 15h30. Técnicos do aeroporto monitoram as condições climáticas e não descartam fechar novamente o terminal por questão de segurança.
 
Os atrasos e cancelamentos prejudicaram centenas de passageiros. O aposentado Ricardo Duque Estrada Carvalho, de 54 anos, viajaria para Fortaleza. Ele relatou ter chegado às 15h e ficou por mais de três horas no aeroporto sem saber o que estava acontecendo. Ele buscou informações na companhia Gol e ninguém soube explicar o motivo dos atrasos. Por volta das 19h, o aposentado ainda não tinha conseguido embarcar. A empresa informou que iria colocá-lo em um hotel e que o incluiria em no voo neste sábado (7), pela manhã.
 
Já o policial militar Rodrigo Soares, de 28 anos, morador de BH, disse ter chegado às 8h para embarcar às 9h38 para Brasília. Segundo o militar, no meio da tarde, houve muito tumulto e reclamação por parte dos passageiros devido aos cancelamentos e atrasos dos voos. Após ficar mais de 11 horas no aeroporto, ele conseguiu embarcar somente às 19h25.
 
Aeroporto de Confins lotado
Foto; André Brant / Hoje em Dia
 
Sistema de Pouso por Instrumentos
 
Um aparelho que poderia ser usado para reduzir a quantidade de voos cancelados e atrasados está desligado no aeroporto de Confins. O nome do equipamento é Sistema de Pouso por Instrumentos (ILS, na sigla em inglês), usado para fazer as aterrissagens e decolagens em situações de pouca visibilidade. Segundo a BH Airport, empresa responsável pelo aeroporto, o sistema passa por obras e deverá ser religado ainda neste ano. 
 
A empresa garante que o aeroporto não tem sofrido impactos decorrentes do impasse. Isso porque o aeroporto está sendo operado por instrumentos por outro tipo de sistema até a conclusão das obras.
 
Previsão
 
Nesta sexta-feira (6), o tempo permanece instável em Minas. As condições meteorológicas ficam favoráveis à ocorrência de pancadas de chuvas em todas as mesorregiões, e os maiores acumulados são esperados na Zona da Mata, Rio Doce, Metropolitana de Belo Horizonte, Central, Norte e Noroeste. 
 
As temperaturas estão em declínio no Estado. Na capital, os termômetros oscilam entre 17 e 23°C.
 
* Atualizada às 20h36
 
(* Com informações de Ricardo Rodrigues)