O excesso de trabalho faz com que, cada vez mais, as pessoas descuidem da postura. Fundamental para manter a qualidade de vida e o bem estar, o cuidado com a coluna é inevitável e não deve ser deixado de lado nem mesmo nos momentos de maior estresse. As tensões provocadas pelos problemas do dia a dia afetam a sustentação do nosso corpo. E não se engane, sentir dor na coluna não é normal, conforme esclarece Cristiano Magalhães, presidente do próximo Congresso Brasileiro de Coluna que acontece em abril, em Belo Horizonte.
 
“Sentir dor na coluna não é normal, mas é muito frequente. Estima-se que 80% das pessoas já sentiu ou ainda vai sentir alguma dor na coluna. A coluna vertebral, por ser o eixo do corpo, por assim dizer, tem uma função estrutural muito importante, e essa função passa por estresses que levam a dor. Estresses posturais, biomecânicos e outras doenças na coluna. Por isso que as pessoas falam que sentir dor na coluna é normal. Não é normal, mas é o esperado”, afirma o médico.
 
Para não se deparar com uma dor na coluna, o especialista recomenda hábitos saudáveis. “Independentemente de ter uma genética com pré disposição a um problema de coluna, que várias pessoas tem, devemos ter hábitos saudáveis. Entre eles, manter o peso corporal, já que a obesidade é um grande mal da coluna; não fumar, já que o cigarro também influencia nas doenças da coluna; fazer atividade física e manter os músculos bem alongados. Cuidado também ao exercer algumas atividades diárias como o carregamento de peso, e atenção com a postura no trabalho”, reforça Magalhães.
 
Ao contrário do que as pessoas pensam, não existe nenhum exercício único e específico que possa trazer de volta a paz para a sua coluna. “A coluna é um complexo articular de mais de 30 vértebras. Os problemas da coluna e a fonte das dores na coluna podem ser de diversos fatores. Então, não existe um exercício único que atenda todas as expectativas da coluna. Caso a caso, é necessária a avaliação médica para indicar os melhores e os piores exercícios para cada paciente”, enfatiza. Segundo o médico, os exercícios com menores impactos, como os praticados na água, costumam ser os mais recomendados. Apesar disso, a avaliação de um profissional é indispensável.
 
Maquiar o problema da coluna com uma massagem ou relaxante muscular pode te dar muita dor de cabeça no futuro. “As massagens tem um efeito superficial na musculatura. Elas não tem efeito duradouro ou terapêutico sobre os problemas da coluna. Mas elas podem ser feitas desde que não sejam feitas manipulações vertebrais, ou seja, aqueles trancos que costumamos chamar de ‘colocar a coluna no lugar’”, explica o especialista. Já os relaxantes, podem esconder outros problemas graves. “Nem toda dor na coluna é de fato um problema nessa parte do corpo. Essa dor pode indicar, por exemplo, problemas urinários ou abdominais, por isso é fundamental que se consulte um médico ao sentir uma dor nas costas persistente”, conclui.