Um jovem de 18 anos apontado como autor do assassinato de Raphael Felipe Borges Ferreira, de 18 anos, foi preso pela Polícia Civil. De acordo com o delegado Christiano Xavier, o crime foi motivado por uma disputa por papagaio.
 
Desde a data do homicídio, ocorrido em 8 de julho deste ano, Jefferson Alves da Silva, conhecido como Detinho, estava foragido. Ele foi localizado e preso em Governador Valadares, região do Vale do Rio Doce, na terça-feira (16), por meio de mandado de prisão. O suspeito foi apresentado à imprensa nesta quinta-feira (18).
 
Segundo o delegado, dois dias antes do assassinato, Raphael e Jefferson brigaram por causa do papagaio. Após a linha do brinquedo de papel arrebentar, os dois correram para pegar o papagaio. Durante a disputa, um deu soco da cara do outro.
 
Pouco mais de 48 horas depois, o suspeito procurou Raphael, que estava com amigos no bairro Asteca, em Santa Luzia, e disse que não havia nenhum problema entre eles. No entanto, após conversar com o grupo, Jefferson foi até sua casa, pegou um revólver e disparou três vezes contra o colega. Os tiros atingiram o rosto da vítima, que morreu no local.
 
Depois do crime o suspeito fugiu e nunca mais visto no bairro. Contudo, mantinha contato com os colegas pelo WhatsApp e se vangloriava do assassinato. Uma testemunha, se passando por uma mulher bonita, iniciou conversa com o jovem para conseguir arrancar a confissão dele e o local onde estaria foragido.
 
Com as informações, a testemunha procurou a polícia, que descobriu que Jefferson estava na casa de uma tia, em Valadares. Uma equipe de Santa Luzia foi até o município e fez a prisão do suspeito. De acordo com o delegado Christiano Xavier, o jovem estava preparando para abrir uma boca de fumo em Valadares e, por isso, se preparava para comprar uma pistola semiautomática.
 
O suspeito está detido no Presídio Palmital, em Santa Luzia.