Apenas de janeiro a março deste ano, Minas Gerais teve aumento de 400% dos processos contra condutores infratores. Ao todo, foram instauradas 18.759 ações, contra 4.875 do ano passado. O dado alarmante foi divulgado pela delegada Inês Borges Junqueira, da Coordenação de Infrações e Controle do Condutor (CICC) do Departamento e Trânsito de Minsa Gerais (Detran/MG) na tarde desta quarta-feira (23).

A delegada ainda informou que em torno de 98% dos processos resultaram na suspensão ou cassação da Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

A instauração do processo é o primeiro passo para a responsabilização do condutor que atingiu a pontuação máxima ou para o motorista que cometeu infrações que, por si só, originam um processo, como dirigir sob a influência de álcool, disputar corrida (racha), entre outros. Após o processo ser instaurado, o condutor é notificado apenas pelos Correios, tendo um prazo estabelecido para apresentar sua defesa ou fazer a entrega da CNH.

Alerta
O Detran/MG não notifica condutores por meio de e-mail, o que é golpe, conforme Inês Junqueira. Para evitar a fraude, o motorista pode consultar sua pontuação diretamente no site www.detran.mg.gov.br .

Ranking
Em Minas, o ranking das infrações mais cometidas é liderado pelo excesso de velocidade, que representa 20% dos casos.  O uso do telefone celular ao volante é o segundo colocado.  A Lei Seca, por sua vez, fez com que a infração da embriaguez ao volante caísse 10 posições, ocupando atualmente a 37ª posição. (*Com Polícia Civil)