Quatro suspeitos de matar um homem com apelido de "Tim Maia" em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte, foram presos e apresentados pela Polícia Civil (PC) nesta segunda-feira (7). O assassinato de Carlos de Carvalho Santos, de 26 anos, ocorreu no dia 9 de fevereiro deste ano, durante uma festa de pré-carnaval realizada no bairro JK.
 
Guilherme Henrique Patrocínio de Oliveira, de 21 anos, o "Dentão", Marcos Vinícius Oliveira, de 28, o "Carão", Leonardo Luciano Patrocínio Silva, também de 28, o "Lu", e Douglas Túlio de Jesus Fernandes, de 24, o "Douguinha", foram detidos durante uma operação montada para o cumprimento de mandados de prisão e de busca e apreensão.
 
Segundo as investigações, "Tim Maia" foi morto quando estava dentro de um bar e acompanhado de amigos. Testemunhas relataram ao delegado responsável pelo caso, Flávio Grosso, que um dos suspeitos esbarrou na mesa da vítima e derrubou uma cerveja, quando foi iniciada uma confusão. Após passar minutos do fim da briga, os detidos retornaram à mesa da vítima e a agrediu verbalmente. Na sequência, houve um novo desentendimento, quando o "Dentão" sacou um revólver e atirou quatro vezes contra "Tim Maia". Na data, além de Santos, duas mulheres foram baleadas, mas sobreviveram.
 
Conforme Flávio Grosso, o apoio da imprensa e a ampla divulgação das fotos dos suspeitos foi fundamental para identificação deles. Os quatro presos moravam em Sabará, na Grande BH, e não eram conhecidos em Contagem. Todos foram encaminhados ao Centro de Remanejamento do Sistema Prisional (Ceresp) da Gameleira. (*Com informações da PC)