O número de casos confirmados de dengue em Passos, no Sul de Minas, deixou a cidade em situação de emergência. Em dois meses foram registrados 210 confirmações da doença, um número alto se comparado com o mesmo período do ano passado, quando ocorreram 25 casos de contaminação.

O último levantamento divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde mostra que nos três primeiros meses do ano foram confirmados 2.877 casos de dengue em Minas. Em Paracatu, região Noroeste do Estado, uma pessoa morreu devido a complicações com a doença.

Em Passos, dois fatores estariam contribuindo para a gravidade da dengue: a mutação do mosquito e a gravidade dos sintomas em pacientes infectados. “Notamos que houve uma resistência maior do Aedes Aegypti, que antes proliferava apenas em água limpa, mas agora ocorre também em água suja.

Além disso, os sintomas da doença estão deixando os pacientes muito debilitados. O período de incubação passou de sete para 18 dias”, explicou o diretor da Saúde Coletiva da Prefeitura de Passos, Michael Silveira Reis.

“O único registro que temos na cidade é o da dengue tipo I e nenhum estudo detectou a evolução desse quadro”, salientou.