Um estelionatário e a namorada, que ostentavam uma vida de luxo, foram presos suspeitos de aplicar golpes em agências bancárias de Belo Horizonte. A prisão ocorreu nessa segunda-feira (3) quando Bruno de Oliveira Trindade, de 30 anos, abria uma conta especial em uma agência do Banco do Brasil, na avenida João Pinheiro, região Centro-Sul da capital. A suspeita da polícia é de que o casal já tenha dado um prejuízo de mais de R$ 500 mil a instituições financeiras.

Informações registradas no Boletim de Ocorrência da Polícia Militar indicam que o suspeito foi preso logo após assinar o contrato. Com ele foram apreendidos diversos cartões bancários, cheques de valores variados e documentação em nome de outras pessoas. Bruno ainda portava um Iphone, pelo qual mantinha conversa com outros integrantes da quadrilha de estelionatários, entre eles um advogado e um contador. Um veículo Chevrolet Cruze, onde o material estava guardado, também foi apreendido.

Ao ser questionado pelos policiais, o suspeito acabou revelando que fazia parte de um esquema para abrir contas fantasmas e aplicar golpes financeiros. A namorada dele, Raquel Vilaça da Silva 28 anos, que seria a responsável por uma empresa fantasma, também foi presa. Ambos foram levados para Central de Flagrantes (Ceflan), mas os outros dois suspeitos não foram localizados. O caso será investigado.