Só nos primeiros cinco dias de 2014, 21 pessoas morreram afogadas em Minas Gerais, de acordo com balanço divulgado pelo Corpo de Bombeiros na tarde desta segunda-feira (6). Entre as 21 vítimas, 19 eram homens e duas ainda não foram identificadas.
 
Ainda segundo o órgão, a região que apresentou mais casos de afogamento este ano foi o Sul do Estado, com registro de 7 casos. O segundo lugar ficou com a Zona da Mata e Norte, ambos com 4. Já o terceiro foi a região metropolitana de Belo Horizonte e o quarto a Leste. Já o quinto foi o Triângulo Mineiro, com 1.
 
Para evitar que mais acidentes em piscinas, rios, lagoas e cachoeiras, o Corpo de Bombeiros alerta para os cuidados a serem tomados, principalmente com as crianças. O indicado é que os pais e ou responsáveis pelos menores não descuidem deles e evitem fazer outras atividades no momento em que as crianças estiverem na água. Além disso, é recomendável que a preocupação seja compartilhada pelos banhistas. O certo é sempre verificar se o local escolhido para nadar é seguro e se tem guarda-vidas, no caso de clubes, por exemplo.