O Ministério Público de Minas Gerais denunciou Marcel Barbosa dos Santos, de 30 anos, que ficou conhecido como o “Maníaco do Dona Clara”. Se for aceita pela Justiça e se condenado, ele poderá pegar uma pena de até 118 anos de cadeia, sendo a mínima prevista de 70 anos. De acordo com a denúncia feita na segunda-feira (4) pelo promotor Renato Bretz Pereira, Santos deve responder por 10 estupros praticados na região da Pampulha, em Belo Horizonte. 

 
Segundo o MPMG (MPMG), a pena pode agravar se o juiz entender que o homem praticou dois ou mais crimes da mesma espécie em uma mesma data ou de forma semelhante (continuidade deletiva). Outros aspectos como conduta social, personalidade e antecedentes também podem pesar em uma condenação. O caso corre em segredo de justiça e o pedido da promotoria será avaliado pelo juiz da 8ª Vara Criminal da capital, nos próximos dias.
 
Prisão
 
No dia 29 de outubro, Marcel foi detido perto de casa, no bairro Santa Rosa, também na região da Pampulha. Ao ser questionado sobre as acusações, ele confessou os estupros e, apresentado à imprensa, chorou, pediu perdão e disse que todos os abusos foram praticados durante surtos.
 
O último ataque ocorreu na segunda-feira (28), quando uma adolescente de 17 anos foi molestada na rua Igino Bonfioli, no Jaraguá, próximo à Escola Estadual Anita Brandão. Marcel chegou a atacar filhas de policiais militares.