Um homem de 42 anos foi preso ao forjar uma "saidinha de banco" na tentativa de enganar um credor na tarde desta segunda-feira (2), no bairro Vila São Paulo, na região Nordeste de Belo Horizonte.
 
De acordo com o soldado Hudson Fonseca da 22ª Companhia do 16º Batalhão da Polícia Militar, o crime de falsa comunicação de crime foi descoberto depois que Acácio Ferreira da Silva foi até a companhia para registrar ocorrência de que havia sido vítima de "saidinha de banco" ao sacar R$ 7 mil, na agência da Caixa Econômica Federal do Minas Shopping, no bairro União. "Como a denúncia era grave, pedimos para que a suposta vítima nos acompanhasse na realização de rastreamento. No entanto, durante conversa com Acácio, ele entrou em contradição por diversas vezes.Um exemplo foi que me informou que havia sacado os R$ 7 mil no caixa eletrônico, o que não é permitido. Mas, ao ser questionado, afirmou que tinha esquecido e que o saque foi feito direto com um funcionário do banco. Mas, na dúvida, preferimos ir à agência, onde o gerente negou que o saque havia sido realizado no banco", conta o soldado.
 
Ao ser desmascarado, Acácio acabou confessando o crime, e ao ser perguntado sobre a motivação da farsa, alegou que fez um negócio com uma pessoa com quem comprou um imóvel e estava devendo. "Segundo o detido, ele iria usar a ocorrência para provar ao credor que o dinheiro que ele iria usar para quitar a dívida havia sido roubado", diz Hudson Fonseca.
 
Acácio, que não tinha antecedentes criminais, foi encaminhado à Ceflan (Central de Flagrantes), no bairro Floresta, na região Leste da capital mineira.