Quatro pessoas, que estariam envolvidas no roubo à fazenda da família do presidente do Atlético, Alexandre Kalil, foram detidas neste terça-feira (20).

Segundo a Polícia Civil, a prisão foi realizada por policiais da cidade de Capim Branco, na região Central de Minas, onde o crime ocorreu. Breno Geraldo da Silva, 21 anos, Davi Santos, 34 anos, Alexandra Marília dos Santos, 31 anos, e um adolescente, que não teve a idade divulgada, teriam invadido a propriedade rural na última quinta-feira (15). Na ocasião, eles renderam funcionários e levaram armas, aparelhos eletrônicos, jaquetas personalizadas do time alvinegro e garrafas de bebidas.

Os suspeitos foram encontrados a partir de uma denúncia indicando que parte do material roubado estava em uma casa em Pedro Leopoldo, na Grande BH. Na residência, os policiais encontraram Breno e a adolescente, que seria namorada dele. Foram recuperados alguns objetos e, depois de ser interrogado, o suspeito informou onde estariam os outros envolvidos e o restante dos produtos levados.

De volta à Capim Branco, os policiais localizaram a residência de um homem chamado "Leo". O suspeito conseguiu fugir, mas a esposa dele chamada Alexandra foi presa. Na mesma cidade, com ajuda de uma areonave da corporação, os investigadores localizaram Davi. Com ele foi apreendida a arma usada no assalto.

Segundo o delegado Marcos Vinicius Martins, responsável por investigar o caso, a mulher foi encaminhada para Ceresp Centro-Sul, na capital, e os dois homens para a Cadeia de Matozinhos. O destino da adolescente apreendida não foi informado.