Experimente fazer uma enquete com estudantes em idade escolar, entre 12 e 17 anos, por exemplo, sobre a importância das aulas de educação física. O resultado certamente será unânime: a prática de esportes nas escolas, obrigatória conforme lei federal, é facultativa ao aluno, mas tem adesão maciça entre os estudantes.

O motivo é simples: além de incentivar a adoção de hábitos de vida mais saudáveis, influencia nas relações interpessoais, estimulando a boa convivência, o trabalho em equipe e promovendo valores éticos e morais.

“Do ponto de vista social, desde que esteja vinculado ao desenvolvimento e à prática de valores, o esporte tem a capacidade de melhorar a convivência entre os colegas e estimular a cooperação”, explica a professora de pedagogia do esporte da Escola de Educação Física da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) Ana Cláudia Porfírio Couto.

O estudante Pedro Lucas Costa Bello, de 15 anos, por exemplo, sempre participou das aulas na escola. Para ele, além da importância para a saúde, os jogos esportivos em grupo estimulam a criação de amizades e a coletividade. “Venho de uma família muito ligada ao esporte e sempre fiz muita questão de participar das aulas. A convivência com os colegas e o trabalho em equipe ficam fortalecidos”, afirma.

Segundo a analista de educação física da Secretaria de Estado de Educação, Celina Gontijo, o esporte, praticado em ambiente escolar, é primordial para o fortalecimento dos conceitos básicos de vivência em sociedade. “Um aluno que aprende desde cedo a conviver, trabalhar em equipe, sem dúvida será um adulto mais sociável, apto a trabalhar em equipe”, completa.

Na avaliação da professora de educação física Ana Paula Coelho, que atua na rede estadual, tão importante quanto o incentivo nos anos finais da educação, estudantes do ensino infantil e fundamental também devem aderir às práticas esportivas na escola. “Quanto menor a criança, mais cedo ela irá aprender a respeitar o coleguinha e a ser menos individualista”, ressalta.

Adesão

Das 3.686 escolas estaduais, 68% estão equipadas com quadras poliesportivas, de acordo com o Censo Escolar 2012. Em Belo Horizonte, todas as 172 instituições municipais oferecem estrutura para atividade física, segundo a Secretaria Municipal.
 
Leia mais na Edição Digital