Mais cinco dias de sofrimento. Neste domingo (14), a Prefeitura de Barbacena, na refgião Central do Estado, divulgou nota  informando que estenderá a interrupção do fornecimento de água na cidade, localizada na região Central do estado, por quase uma semana.

O fornecimento de água para a cidade de Barbacena foi suspenso a fim de se evitar riscos à saúde da população e danos na adutora de captação.

No momento, equipes da Fundação Estadual de Meio Ambiente (Feam) e da Petrobras trabalham para conter o óleo e colocar fim à contaminação. Segundo nota, o Serviço de Água e Saneamento (SAS) vai manter o abastecimento por meio de caminhões-pipa, com prioridade para os serviços emergenciais, como caixas d'água centrais dos bairros, escolas, creches e hospitais.

A região Noroeste, atendida pela Copasa, não sofrerá alteração no abastecimento, pois a água fornecida é captada em outro manancial. Por determinação do governador do Estado, a Copasa irá construir uma captação provisória no rio das Mortes para o abastecimento da cidade.

Um comitê de crise foi criado pela prefeitura da cidade para coordenar todas as ações para o enfrentamento do problema.

Trapalhada de ladrão

A interrupção ocorreu na sexta-feira (12) após o rio das Mortes, que abastece a cidade, ser contaminado por óleo combustível furtado de um duto da Petrobras e transferido para um caminhão tanque.

Na fuga, o veículo atolou e para diminuir o peso, o motorista Fábio Mendonça de Castro derramou parte dos 45 mil litros roubados. O produto escorreu para ribeirão Sapateiro, que pertece à bacia do rio das Mortes, causando a contaminação.

O motorista do caminhão tanque foi preso em flagrante, mas o restante da quadrilha conseguiu escapar.