A movimentação em frente ao Fórum Doutor Pedro Aleixo, em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH) continua intensa na tarde desta segunda-feira (4) durante o julgamento de dois réus envolvidos na morte da ex-modelo Eliza Samúdio. Estão sendo julgados neste momento o goleiro Bruno Fernandes, acusado de ser o mandante do crime, e sua ex-mulher, Dayanne Rodrigues.

Alguns dos curiosos afirmam que esperam a condenação dos acusados. É o caso de Ana Patrícia Guimarães, de 26 anos. A auxiliar administrativa acompanha o julgamento do lado de fora do Fórum desde o início do dia. "Quero ver o Bruno e o restante dos envolvidos no caso condenados. Pra mim tudo indica que ele seja culpado do crime", afirma.
 
Já o gari Eduardo Sampaio, de 32 anos, está aproveitando a folga para acompanhar o julgamento do ídolo. Ele é flamenguista e fã do goleiro Bruno, mas também aposta na condenação do réu. "Queria que ele continuasse no Flamengo, mas como isso não é possível espero que ele seja condenado", garente.
 
Pela manhã, a chegada dos réus, testemunhas e advogados ao Fórum de Contagem foi marcada por protestos e grande movimentação da imprensa. Às 5 horas, o publicitário André Luiz dos Santos, de 31 anos, já protestava junto a um crucifixo na entrada do local, assim como fez em outros julgamentos históricos do país. Outro protesto foi feito pela "dama de vermelho", que apareceu pintada. Sem dizer uma palavra, o silêncio foi seu manifesto. 

*Com informações de Pedro Rotterdan