No fim dos anos 90, Carrie Bradshaw, protagonista da série Sex and the City vivida pela atriz Sarah Jessica Parker, colocava um belo par de scarpin nos pés, um body justinho valorizando o corpo esguio e... uma saia de tule para curtir Nova York com seu grupo de amigas.

Pode soar estranho falar em tule, tecido de figurinos de balé ou vestidos de noiva, compondo um look urbano, do dia a dia.

No entanto, desde que as adeptas ao movimento punk, na década de 1970, e Madonna, nos anos 80, inseriram o tule em seus modelitos, ora sim, ora não, estilistas icônicos – como Michael Kors e Jean Paul Gaultier – reinventam e transformam o tecido leve em street style.

E não foi diferente na Semana de Alta-Costura de Paris 2017, realizada na semana passada. Difícil foi encontrar uma exceção entre o corpo de designers que desfilaram suas coleções na capital francesa.

“Essa já era uma tendência bem falada em Paris, no ano passado, quando fiz uma especialização no Instituto Marangoni (de moda). Tudo muito relacionado ao conto de fadas, à delicadeza, à tridimensionalidade, à leveza e à fluidez”, revela a estilista Ana França, proprietária da marca homônima.

O uso do tule no dia a dia, sem dúvida, é uma proposta ousada, mas saiba que há alternativas para usufruir da leveza do tecido sem parecer uma bailarina ou alguém prestes a subir no altar.

Sugestões

Em um coquetel, uma festa ou reunião com amigas, a advogada Ana Letícia Mattos, autora do blog e canal do YouTube “Anita Bem Criada”, sabe bem como aplicar o tule no look escolhido para cada ocasião.

“Apesar de a gente sempre associar o tule ao balé, aos tapetes vermelhos de Hollywood e aos vestidos de noiva, é possível trazer com muita facilidade e um pouquinho de criatividade peças feitas com esse tecido para o nosso dia a dia”, afirma, com determinação, a youtuber, que também é bailarina.

Anita, usando uma saia de tule da nova coleção da designer Ana França, compôs três looks bem diferentes trocando apenas complementos. 

Para uma proposta mais romântica, ela optou por uma blusa listrada ombro a ombro, uma bolsinha bordada de mão que herdou da avó e scarpin em cetim com pedraria.

Na balada, ela propõe a saia de tule composta com “uma sandália mais grosseira e uma t-shirt moderninha, deixando tudo mais lúdico e descontraído”, conta.

No terceiro look sugerido por ela, uma mudança radical: “com um sapato masculinizado e metalizado, t-shirt amarrada na cintura e jaqueta jeans”.

“Sabendo dosar um pouquinho, a gente consegue levar a saia de tule para qualquer lugar”, assegura.

Assista agora, Ana Letícia Mattos falando sobre as composições dos looks:

 

 

Veja algumas das peças em tule desfiladas na Semana de Alta-Costura de Paris 2017:

Tule na Semana de Moda de Paris

 

Veja os looks de Ana Letícia Mattos, a Anita Bem Criada na galeria de fotos: