Atual campeão sul-americano de vôlei feminino, o Dentil Praia Clube, de Uberlândia, inicia nesta quinta-feira (16) a participação no Mundial de Clubes disputado em Ancara, na Turquia. As mineiras estreiam contra o anfitrião Fenerbahçe (Turquia) a partir das 12h30 (horário de Brasília), em duelo válido pelo Grupo A.

Além das turcas, o Praia terá pela frente o Conegliano (Itália) na sexta-feira (17), às 9h. As italianas, atuais campeãs mundiais, estão invictas há dois anos e iniciaram o Mundial batendo o Fenerbahçe por três sets a zero, com parciais de 25/12, 25/23 e 25/23. Os dois primeiros colocados da chave avançam às semifinais.

O primeiro clube brasileiro a ir à quadra no Mundial foi o Itambé Minas, campeão da última Superliga e vice sul-americano, que estreou derrotando o Altay (Cazaquistão) por três sets a zero (25/21, 25/22 e 25/18). A ponteira Neri Ozsoy – que é nascida na Bulgária e naturalizada turca – se destacou com 14 pontos, um a mais que a central Thaísa.

O próximo compromisso do Minas será nesta sexta-feira (17), diante do Vakifbank (Turquia), às 12h30. As brasileiras podem entrar em quadra já classificadas se as turcas derrotarem o Altay na quinta, restando somente definir os dois primeiros lugares do Grupo B.

É a terceira vez seguida que os clubes mineiros representam o vôlei brasileiro no Mundial. Na edição passada, em 2019, os times se despediram sem vitória e caíram já na primeira fase. No ano anterior, o Minas chegou até a final, perdendo para o Vakifbank, enquanto o Praia terminou na quarta posição.

O Brasil ocupou três vezes o topo do pódio no Mundial feminino, com Sadia (1991), Leite Moça/Sorocaba (1994) e Osasco (2012, com o nome Sollys/Osasco). Este último é o único dos três clubes que ainda está em atividade no país.

Um eventual título de Minas ou Praia pode resultar em uma dobradinha do vôlei brasileiro (ou mineiro) na mais importante competição interclubes da modalidade. No último sábado (11), o Sada Cruzeiro foi campeão mundial entre os homens pela quarta vez, ao derrotar o Civitanova (Itália) na decisão por três sets a zero (25/17, 25/22 e 25/23). A competição foi disputada em Betim (MG).

Leia mais:

Após o duelo em Curitiba, jogadores do Galo serão liberados para férias
Cruzeiro confirma a renovação de contrato com o meia Giovanni
Com direito a encontro com super-herói, atleticanos 'invadem' ponto turístico de Curitiba