A Federação Mineira de Futebol (FMF) divulgou ofício em que inabilita o Estádio Elias Arbex, em Três Corações, para jogos oficiais de todas as categorias. O mesmo ofício determina que o estádio substituto para o Tricordiano disputar suas partidas será a Arena do Jacaré, em Sete Lagoas.

A Federação informou que a decisão foi baseada nos seguintes pontos da súmula: "(a) o arremesso de objetos no campo e em representantes da FMF; (b) cusparadas em representantes da equipe visitante; (c) invasões de campo; (d) danificação e arrombamento da porta do vestiário dos árbitros que, segundo relatado, não oferece plenas condições de segurança; (e) gramado em condições inadequadas; (f) invasão da sala de arrecadação por parte de torcedores do clube mandante, o que evidencia sua fragilidade; além de inúmeras (g) ameaças, tentativas de agressão e incitação à violência."

Na partida contra o Tupi, disputada no último sábado (2), o presidente do Tricordiano, Gustavo Vinagre, voltou a atacar a arbitragem. O dirigente invadiu o gramado para cobrar o árbitro Gabriel Murta Barbosa Maciel, que relatou graves ameaças na súmula da partida.

Não é a primeira vez que o dirigente se envolve em confusões com a arbitragem. Após a derrota para a URT, na sétima rodada do Campeonato Mineiro, o presidente Gustavo Vinagre ameaçou retirar a equipe do certame, "devido a indícios que demonstram manipulação nos resultados dos jogos”.

*Colaborou Felipe Repolês