Nascido e criado em Belo Horizonte, torcedor do Atlético, o pivô Mauricinho, jogador do Sorocaba, está a um empate de se tornar campeão da Liga Futsal 2014. Companheiro de Falcão, eleito quatro vezes o melhor do mundo, o mineiro de 27 anos marcou um gol na vitória sobre o Orlândia, segunda-feira (1º), por 4 a 2.

Ciente das dificuldades que encontrará na partida de volta, na próxima segunda (8), em Uberlândia, Mauricinho vive a expectativa de conquistar o título mais importante da carreira. “Vamos com tudo em busca do título, realizando um sonho de criança, de ganhar a Liga nacional, e jogando ao lado do meu ídolo (Falcão)”, disse o pivô. “Revertemos a vantagem, mas ainda não tem nada ganho” completou o camisa 9.

A partida será no ginásio Sabiazinho, no Triângulo Mineiro, e não em Orlândia, porque o time paulista não tem um local próprio capaz de receber grande público. Para levar o duelo para a terceira e decisiva partida, o time comandado pelo experiente Vinícius precisa derrotar o Sorocaba. Qualquer outro resultado dará o título ao time de Mauricinho.

Aprendizado

Sobre como é jogar ao lado de Falcão, Mauricinho diz que é uma das melhores experiências que teve na carreira. “Ele que me ligou para me contratar. O cara é excepcional dentro e fora de quadra. Aprendo com ele todos os dias” afirma o jogador, que marcou quatro gols nesta Liga.

Com passagens por grandes clubes como Minas, Umuarama, Francisco Beltrão, Al Rayyan (Qatar), Venâncio Aires e Maringá, Mauricinho também é muito amigo do meia Tchô, do América. “Jogamos juntos no Recreativo, de 1999 a 2001”. Ele se aventurou pelos gramados até a categoria de juniores.

Em Nova Lima, o filho da dona Denise e do senhor Maurício jogou no Villa Nova, com Serginho, atualmente no Criciúma, e Bruno, jogador do Chapecoense. No entanto, preferiu seguir carreira nas quadras.