Depois do clássico mineiro que terminou com a vitória do Banana Boat/Praia Clube sobre o Minas, as duas equipes voltam à quadra nesta terça-feira (22), pela Superliga Feminina de Vôlei. Os confrontos agora são contra equipes paulistas, verdadeiros duelos “café com leite”. Às 19h30, o time do Triângulo encara o Pinheiros, no Henrique Villaboin, em São Paulo. Às 21h, as meninas da capital recebem o Sesi, na Arena JK.

Com o objetivo de se recuperar rapidamente da derrota na estreia da competição, o técnico do Minas, Marcos Queiroga, espera que as jogadoras diminuam o número de erros em relação ao confronto da semana passada para surpreender o rival.

“Fizemos uma boa partida contra o Praia, mas erramos bastante. Precisamos diminuir os erros nos contra-ataques e no saque, para alcançarmos a vitória”, analisa o treinador. Ele sabe que terá pela frente uma equipe recheada de grandes jogadoras.

Para essa partida, Queiroga deve começar com a mesma equipe que jogou contra o Praia: Maiara, Sthéfanie, Alaina, Lynda, Fernanda, Giovana e a líbero Arlene. Já do lado do Sesi, o treinador Talmo de Oliveira deve colocar em quadra o que tem de melhor, com Neneca, Fabiana, Ju Costa, Priscila Daroit, Bia, Dani Lins e Suelen.

Para ele, um time com a tradição do clube mineiro deve ser respeitado. “O Minas está com uma equipe renovada e conta com duas atletas estrangeiras de qualidade. Espero um jogo difícil, ainda mais por ser na casa delas”, analisa. O Sesi ocupa a quinta posição da Superliga, com uma vitória e uma derrota.

Já o Praia, mesmo jogando em solo paulistano, quer chegar à terceira vitória na competição para embalar de vez. Ainda sem as ponteiras Mari e Herrera, o time do Triângulo, comandado por Spencer Lee, tem atuado bem e deve manter, contra o Pinheiros, a formação titular com Michelle, Mayhara, Monique, Kim Glass, Camila, Ju e a libero Tássia.